Escolas que se Abraçam
Envelope com cartas

De volta às cartas

O programa Escolas que se Abraçam começou em 2019. Naquela primeira edição, resgatamos uma forma de comunicação muito antiga: a carta. Papel e letras que se transformaram em lindos desenhos que contaram a vida de cada um de maneira íntima e poética.

As crianças escreveram cartas que navegaram o Atlântico e chegaram em Portugal. O resultado dessa conversa foi o livro Cartas de Lá e de Cá. O tempo foi passando e nas edições seguintes mudamos um pouco o modo de se conversar, mas nunca deixando de criar uma comunicação na qual as crianças descreviam suas vidas a partir de um olhar cheio de poesia e curiosidade sobre o outro.

Viajamos para novos lugares além de Portugal, como Angola e Moçambique. E assim novos livros foram feitos, sempre como fio condutor a língua portuguesa. 

Em 2023, queremos reviver o trabalho desenvolvido através das cartas. Por isso, os participantes desta edição, que vivem em diversos municípios do Brasil, de Angola, de Moçambique, de Portugal e de Guiné-Bissau já estão trabalhando em sala de aula e fora dela para contar sobre sua cultura e poesia do dia a dia.  

Na fotografia, vemos um dos envelopes cheio de cartas das crianças da Escola do Alvito, em Óbidos, Portugal, que chegará em Óbidos, Brasil, com destino à Escola Municipal Inglês de Sousa. Quem diria que esse modo de comunicação tão antigo e pouco usado atualmente pudesse ainda ser ferramenta para construção de pontes internacionais tão ricas de conteúdo

Fotografia: Carla Sofia Rosa